segunda-feira, 14 de novembro de 2005

Equipamento Certo

Hoje, em comemoração a um início de feriadinho (alguns não emendão), resolvi pegar a "prateleira" de suporte do teclado, que havia caido ha 2 meses, e a nova "corredeira" de metal (realmente não sei o nome tecnico dessa "ferragem"), que havia comprado há duas semanas, e junta-las... as vezes esqueço que não tenho tino para trabalhos manuais... mas consegui.


Não ficou exatamente reto como deveria, nem minh a mão terminou tão inteira quanto deveria, mas o importante é que algumas horas (acho que nem tanto) foram consumidas no processo, e hoje em dia considero o tempo gasto sempre um bom investimento... pra que? Não sei ao certo... talvez só para gasta-lo, para testar sua qualidade como infinito, ou para que amanha (e diga-se de passagem, um amanha potencialmente melhor) chegue logo.


Bem, o importante é que as coisas foram feitas (generalizando para alem de uma "prateleira"), que mesmo torto, tudo foi resolvido, e que tudo vai durar mais um tempo, até algo diferente quebrar, até algo diferente precisar de concerto novamente...

Não que seja uma vida exempler, criativa, inspiradora, mas que até tais atributos predominem, vamos "empurrando".


Aa, isso, sem mais para o momento (e pensando qual o real motivo dessa publicação)

Eu.

Lembrei (antes tarde do que nunca)

1- Título: tudo teria sido muito mais rápido se tivesse usado equipamento adequando, como parafusos corretos, chaves de fenda de tamanhos mais aprorpiados e mesmo uma furadeira (incompatível com o horário e o condomínio);

2- Lições: nunca se apoie numa prateleira que não foi projetada para o peso extra, ou, cuidado onde se apoia.

3- Concluindo: tudo sempre pode ser concertado. Diferentes maneiras, contra a vontade, mas pode.

5 comentários:

dZ disse...

"some things can never go back to how they are, used to be.
and usually, its the smallest thing that matters so much."

As vezes, mais facil que postar, e talvez mais reservado... mantive a lingua original, mas se alguma alma precisar, traduzo.

landika disse...

feriado de arrumações ou de brigas com prateleiras teimosas? :D

dZ disse...

em adendo: apesar da falta de habilidade, os aaanos de experiencia forçados me tornaram um faz-tudo-quebra-galho razoavel :P Se precisarem de ajuda não profissional, não remunerado porém com garantias relativas, tamos ai :). E se exigir tranlado fora da cidade, a estadia corre por sua conta tb.

G.E. Cidade Morena disse...

Cara!,.. Eu tenho que confessar...
Eu sou um grandecissimo "INÚTIL"
netas questões de arrumações caseiras.


Não gosto de fazer e tenho preguisa de fazer...

Mais quando sou "OBRIGADO" a fazer e dou conta do recado, fico todo orgulhoso..

(vai entender né... rsr..)


Nilson Young
Nosso Quintana

Anônimo disse...

Eu sei fazer tudo...
E faço tudo de uma maneira ímpar=P

Melhor deixar quieto...
Outro dia li em um blog sobre uma pessoa que começa a cozinhar e depois pede ajuda para continuar...
Ai ai

Nunca faço nada assim...
Nunca faço, e não... NUnca fiz.
=P


Lilianinha S.