quinta-feira, 8 de maio de 2008

Eu posso mudar

Eu acho que gosto de coisas bobas. Estava vendo pela enésima vez (exagero, segunda ou terceira no máximo) o filme Stranger Than Fiction e notei o quanto me apego a pequenos detalhes (redundante isso né?). Os efeitos digitais que ilustram a idéia, o ator cômico agora sério, o relógio muito legal, toda a idéia da narração, o antagonismo, a sinceridade, a paixão. Uma fascinação especial pela personagem de Maggie Gyllenhaal, seus ideias de "como melhorar o mundo com biscoitos", seu rosto curioso, sua tatuagem no braço and so long.




Dentre tudo isso, que aliais me levou a escrever hoje, foi a frase "eu posso mudar" de nosso personagem de Will Ferrell proferiu ao se deparar com a notícia de que sua morte era inevitável. Foi a comum reação do desespero, a promessa inconsequente, do desespero. Justificável porem inconsequente, uma vez que não "se muda" assim. Claro que acredito em mudanças, pois estas ocorrem mesmo quando não queremos, ainda mais quando direcionadas e seguindo objetivos claros e determinados. Só não acredito em mudanças radicais, muito menos rápidas (na verdade duvido é de promessas)... em resumo, não sei onde quero chegar, talvez apenas apontar esse aspecto tragicômico da vida...

Talvez amanhã eu re-edit esse texto. Creio apenas ter me perdido pelo horário ou pelo frio. Mas registrei a idéia "em tempo".

12 comentários:

Anônimo disse...

Eu tbm desconfio de promessas... vou procurar o filme pra assistir.




Gabi

Ana Luisa disse...

Certíssimo ao se referir às mudanças que acontecem mesmo qdo não queremos [pq acontecem]. Partindo desse princípio é que posso afirmar que mudanças radicais acontecem e isso não significa que são menos verdadeiras que as demoradas ou muito bem pensadas. Há situações e situações e algumas destas podem nos obrigar a mudar repentinamente, desejando ou não. Acho que duas palavras poderiam resumir: "decisão" e/ou "necessidade".

Mil beijinhos.
TE ADORO!!!

John Doe disse...

acho que também sofro deste mau, acho mesmo é que por vezes tenho o ficticio como sendo muito mais real do que o dito real, e como tudo isso soa absurdo hehehe...

Gracyelly disse...

Mudanças ocorrem mesmo, e são necessárias, apenas a essência q nunca muda. E acredito q as mesmas sempre vem p/ melhorar algo, mesmo q isso seja entendido após um tempo.

Gracyelly disse...

Agora sobre promessas, fico com o pé atrás daquelas tipo: trago seu amor em 24 horas; emagreça 5 kg em uma semana comendo chocolate...agora de resto, eu procuro acreditar, nem sempre dão certo, mas eu prefiro arriscar.

Mariah disse...

eu só acredito que mudanças rápidas. duvido de quem planeja mudar a vida toda...e enquanto planeja, a vida acontece.

não sou nada afeita a radicalismos...mas acredito que o passo mais difícil seja o primeiro.

eu adoro suas opiniões sobre as coisas...apesar de as vezes não entendê-las muito bem...ou talvez até por isso...sempre fica um ar de mistério para "interpretação"...né doutor?

beijos

m.

Lorita disse...

Deu vontade de ver o filme.

Mudar requer msm tempo e disposição.

bjm querido, consegui publicar um vídeo! Aêeeeeeeeeeeeeeee

Estava Perdida no Mar disse...

Tb nunca cri em mudanças rápidas e radicais. Geralmente, elas são só paliativas. Prefiro as mudanças sutis e demoradas...apuradas.
Beijos

poetriz disse...

Adorei esse filme tb, até tenho duas citações no meu blog.
Particularmente tb não acredito em mudanças, pelo menos em certos tipos de mudanças. E menos ainda nas promessas de mudanças. Normalmente quem promete mudar não muda...
Mas tb não podemos perder toda a fé nisso. Tem gente que muda, tem situações que nos fazem mudar. Tem gente que frente a morte consegue dizer "eu posso mudar" e realmente muda de hábitos.
Como já disseram acima, tudo depende da força de vontade e principalmente da motivação...

Bjocas!

Di disse...

Vou te confessar que eu tava com a idéia de que o mundo poderia ser melhor se todas as pessoas fossem felizes, mas sendo a felicidade algo efêmero, isso soa bobo, que nem a idéia de melhorar o mundo com biscoitos. =p

Mudança leva tanto tempo... acho que eu preciso mudar.

Seu signo é leão? =p

Beijo
Bom fim de semana!

Helena Nascimento disse...

Eu acredito em mudanças, até mesmo mudanças rápidas de uma hora para outra.
É o que acontece com os personagens de Clarice Lispector em seus momentos de epifania: em menos de um segundo eles se dão conta de que está tudo errado na vida deles e no próximo instante tomam atitudes para consertar esses erros.
Eu sei que vida é vida, diferente dos livros mas todo mundo pode ter seu momento de epifania.

=)

Lyani disse...

Não assisti ainda, mas fiquei com vontade agora!
^^