quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Intenções X Ações X Reações

Eu acho que já tentei discorrer sobre o tema, mas, no momento, não fiz uma pesquisa nas publicações prévias. Ainda assim, resolvi registrar estes pensamentos.

Nós temos respostas (reações) diferentes para pessoas diferentes (considerando ações similares, claro). Creio que parte dessa diferença é o histórico / história com essa pessoa, nossa empatia por ela, nossos sentimentos e considerações.

Outro fator que pesamos, mesmo em um nível sub-consciente, é a intenção da pessoa. Uma ação positiva para nós, muitas vezes, deixa de ser assim considerada pela intenção de quem a realizou; em uns casos, o benefício é incidental, consequente; em outros, inesperado, secundário, as vezes contrário ao objetivo inicial.

Ora, por que devemos desconsiderar ou menosprezar algo que nos foi caro / favorável só pela intenção? Gostar, aproveitar e agradecer é perfeitamente viável. Claro, se soubermos de uma intenção oposta, as reservas devem ser mantidas para a pessoa, como proteção futura!

Em resumo, era isso.

3 comentários:

Anônimo disse...

Se toda ação é uma reação. Provavelmente o ato que nos faz agir, ja é uma reação a um outro fato anterior. Um ciclo vicioso.

Mas têm reações que não se entendem, eu mesma, não entendo muitos resultados ao meu redor. Na impotencia de compreende-los por mim propria e sem ajuda para isso. Eu me obrigo a aceita-los,mas não como resposta.
Vanessa

landika disse...

Sujeito sumido: descobri um cantor com cançoes bonitinhas pra vc ouvir: Jorge Drexler!!! Bjos e ve se aparece de vez em qdo.

poetriz disse...

Muito complexo esse discurso. Gostei mais do anterior, aquele do "conduta, imagem, consequência".

Bjs!