domingo, 21 de novembro de 2010

Fatos

Creio que a realidade existe como fato único apenas por um momento, quando ela acontece. A partir de então, torna-se múltipla, tão variada quando forem os pontos de vista, os ângulos que a observaram, as memórias que a registraram, formas que foram lembradas, as associações e interpretações feitas.

Uma história pode se distanciar ou se aproximar do que ocorreu. Aliais, o que de fato ocorreu não seriam as impressões que temos? Como o barulho, o ruído, o som. Sua existência física é uma, sua percepção são milhares. Que o diga a árvore que caiu na floresta deserta.

Como nossas ações são baseadas nessas realidades, e tornam-se novas realidades, devemos apenas levar também isso em consideração. Sem entrar, ainda, no mérito das intenções e motivações, que ampliam ainda mais este leque.

3 comentários:

poetriz disse...

Fatos são pedras duras, já dizia Clarice Lispector.

landika disse...

Realmente, um fato , várias versoes e visoes enfim... to com saudade de conversar com vc seu curitiboca chato! :>

Vanessa disse...

Tem um texto legal de Luigi Pirandello, a realidade que é e a realidade que o outro quer que seja ou faz ser.
Interessante.