quinta-feira, 3 de novembro de 2005

Óculos


Meus pais chegaram a impressionante conclusão que eu vim com defeito de fabricação quando, ainda pequeno, "errava" a porta e acertava em cheio armarios e objetos decorativos diversos em casa... após muita expectativa, descobriram que o problema não éra tão complicado, uma pequena deformidade ocular (hipermetropia com astigmatismo, coisa simples) associado a um estrabismo divergente ("zaroio"). Desde então começei a usar óculos, trocados mensalemente devido a minha grande capacidade infantil de quebra-los.
Pulando essa historia para um tempo mais recente, apos ficar algumas semanas sem óculos, na faculdade, por mais um daqueles pequenos acidentes, decobri que poderia viver sem eles, e assim fiquei feliz até essa ultima semana.
Retornando ao meu oftalmologista, e após receber uma educada bronca, voltei a usar meus velhos óculos (ainda que em grau diferente, e embreve nova armação)...
... a vida ficou mais estreita, ainda que mais nítida... e todos os velhos coplexos voltaram... mas talvez seja só o cansaço. 8-/

5 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
dZ disse...

E eu tenho tanto carisma que ateh mesmo os comentarios-propaganda (obviamente em inglês) são "rudes". Éa vida, get used...

Taty Anna disse...

rs

Fala sério.


Óculos é charme...
É sim.

Estou pensando em usar óculos destes assim...Bemmm pesados... Quero parecer respeitável.

Dizem que óculos ajuda.

Ajuda?

Anônimo disse...

Este bebê é um fofo.

poetriz disse...

Já que esse blog não é atualizado, bateu a curiosidade de ler os primeiros posts... rsrsrs...

E eu gosto de óculos. Acho um charme!

Eu desisti das lentes há tempos. Dava mais aflição colocá-las e tirá-las do que usá-las. Nem esperei me acostumar, calejar ou sei lá qual desculpa inventam. O fato é que apesar de minhas lentes terem apenas 1 grau, prefiro usá-las sempre.

Bjocas