quarta-feira, 25 de junho de 2008

Pró-Atividade

Uma palavra / atributo / qualidade / competência que está muito na moda é a Pró-Atividade. Em minha concepção não é nada mais do que a velha iniciativa.

Seriam pessoas que não esperam instruções detalhadas ou que o mundo acabe para tomar alguma atitude; é a busca por soluções, é a busca por melhorias e mesmo a antecipação de problemas (potenciais) e a melhoria contínua.

Claro que entendo que, em alguns momentos, sombra e agua fresca é necessário. Mas algumas pessoas parecem padecer de certa inércia mental que eu considero, no mínimo, lesivo para elas mesmas.

Só fiquei com vontade de falar isso hoje, nenhum motivo específico.

9 comentários:

. disse...

Invadiram um pouquinho, mas é só uma fossinha também. Nada de grave, hehe. Na verdade eu só quis dizer assim como você nessa postagem.

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gracyelly disse...

Deve ser o tédio das palestras q tá te deixando assim.

Di disse...

Um colega de trabalho tava falando isso de uma colega de trabalho nossa.
Queria poder ajudar a moça, mas não sei se consigo.
Exige paciência, e a minha é tão curtinha.

Vanessa disse...

Esta tão em voga pró-atividade, que muitas empresas exigem, sem mesmo saberem o que é.
Mas pessoas sem iniciativa existem aos montes, eu li o livro " o Jeito na cultutra brasileira" Keith Rosenn, não fala diretamente sobre isso, mas aborda o porque das pessoas (brasieiros) serem inertes como são, e preferem o "jeitinho" ao invés de fazer da forma correta e na hora certa.

Anna Flávia disse...

e é mesmo.

Ana Luisa disse...

Gostei do termo "inércia mental"...já sei como tratar alguns..rs.

:}

ocasodoacaso disse...

Dz,
hoje eu entendi que pró-atividade serve para dar dor de cabeça.
Pró-atividade só tem sentido quando se está inserido num meio que reconhece esse tipo de característica e não acha anormal você querer ir além do habitual.
Eu não pensava assim mas me deram um puxão de orelha tão medonho hoje de manhã que eu percebi que pró-atividade num ambiente tacanho é igualzinho a procurar agulha no palheiro. É possível achar mas geralmente demoraaaa...
Bjs psicólogo desassuntado...

Chris disse...

essa palavra eh bem roberto justus ne!