domingo, 3 de maio de 2009

Que livro é você?

Se você fosse um livro nacional, qual livro seria? Um best-seller ultrapopular ou um relato intimista? Faça o teste e descubra.


Você é... "Carmen – Uma biografia", de Ruy Castro

Boa história é com você mesmo. Adora ouvir, contar, recontar. As de pessoas interessantes e revolucionárias são as suas preferidas. Tem gente que liga para você só para saber das últimas fofocas. E confesse: com seu jeitinho manso e detalhista, você dá aos fatos um sabor todo especial. Além disso, não se contenta em reproduzir o que já foi dito. Por isso, se fosse um livro, você só poderia ser uma boa biografia, daquelas que faz os leitores deitarem na rede do fim de semana e se entregarem às peripécias de uma grande personagem. Aliás, você já pensou na profissão de repórter? Ou de escritor?
"Carmen – Uma Biografia" (2005), sobre Carmen Miranda, é uma das aclamadas biografias publicadas por Ruy Castro, também jornalista e tradutor, considerado um dos maiores biógrafos brasileiros.


"Memórias póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis

Ok, você não é exatamente uma pessoa fácil e otimista, mas muita gente te adora. É possível, aliás, que você marque a história de sua família, de seu bairro... Quem sabe até de sua cidade? Afinal, você consegue ser inteligente e perspicaz, mas nem por isso virar as costas para a popularidade - um talento raro. Claro que esse cinismo ácido que você teima em destilar afasta alguns, e os mais jovens nem sempre conseguem entendê-lo. Mas nada que seu carisma natural e dinamismo não compensem.
"Memórias póstumas de Brás Cubas" (1881) é considerado o divisor de águas entre os movimentos Romântico e Realista. Uma das expressões da genialidade de Machado de Assis (e de sua refinada ironia), há décadas tem sido leitura obrigatória na maior parte das escolas e costuma agradar aos alunos adolescentes. Já inspirou filme e peças de teatro. É, portanto, um caso de clássico capaz de conquistar leitores variados. Proezas de Machado."


(Por: Cynthia Costa e Juliana Bernardino, Ed. Abril S.A.)


Postagem originalmente vista no "Entre Aspas", seguida pela Poetriz.

4 comentários:

Anna Flávia disse...

Fiz ontem esse teste, deu brás cubas.

Anna Flávia disse...

e recontagem como? ashuehauheae

landika disse...

Não preciso de teste, se eu quiser ser um livro nacional teria que ser um do Guimaraes Rosa ou da Clarice Lispector, acho que esta ultima opção seria a melhor pra quem esta se sentido num deserto cheio de cactos...

Di disse...

Não gostou do 1º resultado e fez o teste de novo, foi?
Eu fiz o teste, em breve posto meu resultado.

P.S.: Corset não é roupa íntima, corselete sim.
Não quero um homi lindo mentiroso não, charmoso e leal sim.