domingo, 21 de junho de 2009

Você já achou o sentido da sua vida?

Você já parou para pensar que suas ações são meros reflexos de um condicionamento social que a escraviza a um comportamento estereotipado, comportamento de rebanho que caminha para o matadouro, infeliz, mas resignado? [...]

Você se acomoda indolentemente na almofada fofa da inércia. Simplesmente por medo de enfrentar uma mudança. Já parou para pensar na idade que tem? Não acha que já está na hora de ter um pouco mais de maturidade?

Vamos! Utilize uma pontinha de sinceridade e responda: essa é a vida que você queria? Ela a realiza? Você já pensou como é que vai ser o seu futuro se tudo continuar nessa covardia e nessa acomodação?



DeRose



PS: estou linkando bastante ultimamente, mas com boas razões.

8 comentários:

Lua disse...

Já, já pensei... E talvez seja por isso que continuo por aqui. Se eu não pensasse tanto, talvez fizesse diferente...

Bjs

C r i s disse...

interessante isso, gostei...eu acho que o sentido de mudança pro ser humano é feito o de sobrevivência pros animais.... mudar significa não se deixar vencer...pra mim ao menos, foi sempre a grande saída pra pros momentos difíceis da vida...

landika disse...

Sou inquieta por natureza!

Di disse...

O problema é que eu sou indecisa. =/

Não tenho medo de mudar, tenho medo da mudança não causar um bom efeito na minha vida. Melhor que ficar parada? É, mas tb pode ser perda de tempo. =/

E tu? =)

Anônimo disse...

Não que essa não seja a vida que eu pedi, mas com certeza não me acho realizada.sabe né? quase 30 e nem tudo é como eu queria. Ja fiz a reflexão, eu me esforcei o bastante? sim. Mas nem sempre as chances apareceram... Como se diz, para obter sucesso vc precisa de duas coisas: Força de vontade e oportunidade. De nada Adianta uma pessao querer nadar se nunca tiver um rio ou um apescina para que possa tentar aprender....

Beijos

Anna Flávia disse...

Não é mesmo... Um dia ainda tomo coragem! =)

Beijos!

Gracyelly disse...

Creio que ninguém tá totalmente satisfeito com a vida que tem. E isso nem é tão ruim, pq é dai q partem as iniciativas. As mudanças.

Helena Nascimento disse...

Essa é uma das poucas fases de minha vida onde não estou acomodada indolentemente na almofada fofa da inércia. E quer saber? É muito bom isso.
Claro, que um dia ou outro é da almofada...
hehehehehe